sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Cadastro

Gente, estou precisando dos contatos de todos, nome, endereço, TELEFONE e EMAIL, gostaria que enviassem para o email da paróquia, que também é msn e seria muito interessantes se vocês adicionassem...


saosebastiaobayeux@hotmail.com

Olá turma!

É como muito prazer que estou também postando em nosso blog, gostaria apenas de relembrar mais uma vez que nosso passei será dia 11/12 e os nomes terão que ser dados até o dia 09/12 (quinta-feira).

Ivan Bezerra

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Os 30 'quês' de uma pessoa madura na fé


Estamos num mundo completamente pluralista


Estamos num mundo completamente pluralista, por isso precisamos nos tornar verdadeiros especialistas em matéria de fé e conversão. Se não for dessa forma, os cristãos “mais ou menos” não vão resistir; daí a necessidade de um amadurecimento real e concreto na fé.
O Projeto Nacional de Evangelização (2004 – 2007) diz que é preciso ter e levar os outros ao encontro pessoal com Jesus, pois só assim vamos nos tornando maduros na fé, que nada mais é do que sermos crianças nas mãos de Deus. Livres da maturidade somente humana que questiona tudo vamos a caminho de sermos verdadeiros cristãos com coluna vertebral.

Textos-base para um aprofundamento e um exame de consciência a respeito da nossa fé: 1 Cor 3, 1-9; Heb 5, 12-14; Ef 4, 11-15.

A pessoa que tem uma fé vivida de forma madura com Deus é uma pessoa:

01 – Que escolhe inteiramente por Deus.
02 – Que sabe discernir a Vontade de Deus.
03 – Que faz a Vontade de Deus até o fim.
04 – Que vive o Evangelho sem questionamentos.
05 – Que é livre em Deus.
06 – Que sabe obedecer.
07 – Que sabe reconhecer os sinais do tempo.
08 – Que vive uma individualidade e não um individualismo.
09 – Que é capaz de viver a alteridade.
10 – Que vive uma fé com obras.

A pessoa que tem uma fé vivida de forma madura com o próximo é uma pessoa:

01 – Que pergunta, sem duvidar do próximo.
02 – Que vive a fé com o próximo.
03 – Que consegue se adaptar com o diferente.
04 – Que se alegra com o crescimento do próximo.
05 – Que reconhece o outro por também ser um filho de Deus.
06 – Que sabe o seu papel na sociedade.
07 – Que contagia o próximo com a santidade.
08 – Que tem como única competição amar mais o próximo.
09 – Que ama com caridade.
10 – Que é original na fé e na opinião.
A pessoa que tem uma fé vivida de forma madura consigo é uma pessoa:

01 – Que tem autonomia na fé.
02 – Que é perseverante, mesmo no sofrimento.
03 – Que se engaja e se compromete.
04 – Que é especialista no que faz.
05 – Que é como para-raios na intercessão.
06 – Que conhece a própria verdade.
07 – Que assume as experiências vividas.
08 – Que sabe receber elogios e também as críticas.
09 – Que sabe falar, mas também escutar.
10 – Que se deixa trabalhar no temperamento pelo Espírito de Deus.


Aos coordenadores e exs Coordenadores do GRUPO

Cultive alegria
Se ninguém o aplaudiu, não fique frustrado

"A alegria é um farol luminoso, em cujas lentes esbarram todos os pássaros da noite" (M. De Backer).
É preciso vencer a tristeza para ser feliz; ela é fonte de muitos sofrimentos; muitas vezes, ela vem acompanhada do mau humor. Jamais dê guarida à tristeza e ao mau humor se você quiser ser feliz. Rejeite e expulse esses sentimentos do seu coração com um ato de vontade e de fé. A tristeza nos adoece e nos mata.
A Bíblia diz que "A alegria do coração é a vida do homem, e um inesgotável tesouro de santidade. A alegria do homem torna mais longa a sua vida" (Eclo 30,22-26). Lance fora a tristeza; ela não é uma boa companhia. Não guarde mágoas, ira, inveja, rancores e ressentimentos, pois esses sentimentos envenenam o coração. Faça como o sol:


"Se algum dia você se sentir desprezado pelas pessoas, não se aborreça. Se algum dia você perceber que não valorizam os seus esforços para melhorar, não fique aborrecido, isto só lhe faria mal. Se algum dia você se sentir rejeitado e esquecido, colocado em segundo lugar, não se aborreça, não será menor por causa disso. Se algum dia as pessoas não notarem a beleza de sua inteligência e a grandeza da sua alma, também não fique com raiva delas, você não perderá nada por causa disso. Se você se levantar todos os dias para fazer o bem aos outros, e mesmo assim ninguém lhe agradecer por isso, não fique aborrecido, você não perdeu o mérito de suas boas obras. Se você fez um belo trabalho e ninguém o parabenizou e aplaudiu, não fique frustrado, a sua obra continuará grande. Se você renova todos os dias, incansável e gratuitamente, o seu amor às pessoas, e elas não são gratas a isso, não fique triste, pois também o sol nasce todos os dias, gratuitamente, e a maioria não repara nisso. Todos os dias ele dá um grande espetáculo ao nascer, mas a maioria da plateia está dormindo e não pode aplaudi-lo". Precisamos criar em torno de nós um ambiente feliz e alegre, expulsando dele, decididamente, o mau humor, a lamentação, a acusação dos outros, etc. Especialmente o lar deve ser um lugar onde os filhos respirem um “oxigênio” puro, e gostem dele.
Os psicólogos hoje advertem que muitos jovens são levados às drogas porque fogem de suas casas por não suportarem o ambiente de brigas, confusões e tristezas.


Alguém me contou esta história:


"Um homem chegou em casa, naquela noite, trazendo o mau humor que o caracterizava há alguns meses. Afinal, eram tantos os problemas e as dificuldades, que ele se transformara em um ser amargo, triste, mal-humorado. Colocou a mão na maçaneta da porta e a abriu. Deteve o passo e pôde ouvir a voz do filho de seus quatro anos de idade:

– Mamãe, por que papai está sempre triste?

– Não sei, amor, respondeu a mãe, com paciência. Ele deve estar preocupado com seus negócios.
O homem parou, sem coragem de entrar e continuou ouvindo:
– Que são negócios, mamãe?
– São as lutas da vida, filho. Houve uma pequena pausa e depois, a voz infantil se fez ouvir outra vez:
– Papai fica alegre nos negócios?

– Fica, sim, respondeu a mãe.
– Mas, então, por que fica triste em casa?
Sensibilizado, o pai pôde ouvir a esposa explicar ao pequenino:
– Nas lutas de cada dia, meu filho, seu pai deve sempre demonstrar contentamento. Deve ser alegre para agradar ao chefe da repartição e aos clientes. É importante para o trabalho dele. Mas, quando ele volta para casa, ele traz muitas preocupações. Se fora de casa, precisa cuidar para não ferir os outros, e mostrar alegria, gentileza, não acontece o mesmo em casa.

– Aqui é o lar, meu filho, onde ele está com o direito de não esconder o seu cansaço, as suas preocupações. A criança pareceu escutar atenta e depois, suspirando, como se tivesse pensado por longo tempo, desabafou:
– Que pena, hein, mãe? Eu gostaria tanto de ter um pai feliz, ao menos de vez em quando. Gostaria que ele chegasse em casa e me pegasse no colo, brincasse comigo. Sorrisse para mim. Eu gostaria tanto...
Naquele momento, o homem pareceu sentir as pernas bambearem. Um líquido estranho lhe escorreu dos olhos e ele se descobriu chorando.



– Meu Deus, pensou, como estou maltratando minha família. E, ainda emocionado, irrompeu pela cozinha, abriu os braços, correu para o menino, abraçou-o com força e o convidou: – Filho, vamos brincar?"
Todos nós temos problemas e os teremos a vida toda. O importante é não deixá-los nos sufocar. Deus nos manda buscar e cultivar a alegria, mesmo nas horas difíceis: "Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: alegrai-vos! O Senhor está próximo. Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças. E a paz de Deus, que excede toda a inteligência, haverá de guardar vossos corações e vossos pensamentos, em Cristo Jesus" (Fil 4, 4-7).


Foi sucesso !!!

O Almoço Partilhado foi sucesso!
Tudo na imensa paz de Deus...

Agradecemos a todos os pais e membros pela ajuda de um dia melhor e de muita paz e união..

Após o almoço nos reunimos para organizar as festividades de final de ano junto a pais e membros..

Eu, Elayne aproveito o espaço para agradecer os presentes e homenagens prestadas por todos os presentes e ausentes membros do grupo.
Ameiii !

Beijoooosss...


sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Almoço PARTILHADO


Senhores paisAmanhã (20) após a missa das 12hs, teremos nosso encontro, como combinado e após ele haverá o ALMOÇO PARTILHADO entre nós pais, coordenadores e membros do grupo São Tarcísio no centro de formação.
Eu e tia Rose, fomos comunicamos que precisaremos colaborar apenas com algumas coisas, são elas: Creme de galinha, frango (galeto), arroz e refrigerantes. Como faremos?
Devidimos assim:


Os pais dos membros da área de Anchieta
(Rafael, Julia, Hellen, Ana, Fagner, Dyrce)
juntam-se e colaboram com o Creme de Galinha

Os pais dos membros da área próxima paróquia
(Sandyellen, Rosyhellen, Henrique, Neucilane, Wagner, Lucas Orlando, Marcos, Vinicius) juntam-se e colaboram com Frango ou Galeto

Os pais dos membros da área centro e próximas
(Maria Thays, Thays, Wendell, Ariádine, Rodolfo, Ulisses, Vagner)
juntam-se e colaboram com Arroz

Os pais dos membros da área Imaculada e próximas
(Pâmela, Hebert, Análya, Marcelo, Lucas Gomes e Débora)
colaboram com 2 refrigerantes cada um


Qualquer dúvida, entrem em contato comigo ou Tia Rose!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Juventude: Um estado de espírito

Fomos criados para ser felizes

A juventude é, realmente, um estado de espírito. Lembro-me da minha infância, quando, a partir dos sete anos, diariamente, ao ajudar a Santa Missa às 5h30min, no Santuário de Santo Antônio, escutava os idosos frades franciscanos, ao pé do altar, pronunciarem "Introíbo ad altare Dei, ad Deum qui laetificat iuventutem meam" - "Eu irei ao altar de Deus, ao Deus que dá alegria à minha juventude". Juventude de setenta, oitenta, noventa anos! Deus nos criou, nos deu a vida! Dom Maravilhoso! Cada um de nós tem a sua história de origem. É sobre a aceitação real dessa história que devemos construir a nossa felicidade. Fomos criados para ser felizes. Talvez não estejamos percebendo plenamente o amor de Deus por nós ao nos criar e ao criar para nós tudo o que existe. O Papa Paulo VI, ao pressentir a proximidade da morte, exclamou: "Oh, superficialidade imperdoável! Não ter percebido a beleza de tudo o que Deus criou para mim, por amor!" E pede ao Senhor perdão por considerar esse sentimento um pecado. "Oh, beleza sempre antiga e sempre nova, quão tardiamente te amei!" (Santo Agostinho).
Realmente, a beleza da vida, da arte, de tudo o que Deus criou é reflexo d'Ele. O Todo-poderoso é a beleza absoluta, da qual deriva e participa toda beleza criada. A propósito da arte, o Papa João Paulo II, na Carta aos Artistas, por ocasião do Ano Santo, afirmou que ela é essencial para a evangelização.
Deus nos criou para si, e devemos estar sintonizados com Ele: pela oração formal, pela contemplação da natureza, pelo cultivo da arte, pela comunicação com nossos irmãos. Se fizermos assim, estaremos vinte e quatro horas por dia sintonizados com o Senhor, vivendo, cada momento presente, sem nos preocupar com o momento seguinte, sem estresse nem depressão. E dessa forma, vamos acumulando juventude, alegria e, aos noventa anos, poderemos dizer: "Irei ao altar de Deus, do Deus que alegra a minha juventude."
Esperamos, um dia, pela graça de Deus Pai, tomar posse daquela morada à qual Jesus se refere no Evangelho: "Não se perturbe o vosso coração. Tendes fé em Deus, tende fé em mim também. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Vou preparar um lugar para vós e, quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que, onde eu estiver, estejais também vós" (Jo 14, 1-4). Porque nós conhecemos o caminho, a verdade e a vida.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Coordenadora Elayne irá casar !!!

Comunicado Importante e Especial

Coordenadora Elayne comunica

OFICIALMENTE

Meus amados membros do Grupo São Tarcísio que abrange a membros Coroinhas e Auxiliares do Altar...

Venho hoje (25/10/2010) partilhar com todos que tem por mim o mesmo apreço que tenho por cada um, partilhar um momento de intensa felicidade em minha vida... isso mesmo!!!

Estou vivenciando uma Contagem Regressiva de 4 dias contando de amanhã para o dia mais feliz de uma mulher. Irei casar-me e estou muito feliz... foi algo novo, rápido e dificil de conquista, mais conseguimos!

Será uma cerimônia simples e familiar, mais muito bela com certeza, com Deus e a virgem Santissima à frente. Em outras oportunidade irei usar de meu tempo para partilhar minha intensa alegria com todos e por isso não poderia jamais deixar de OFICIALIZAR isso para todos os meus membros.
Aos dias 30 de Outubro de 2010 estarei unindo-me religiosamente com o Rogério, que todos já conhecem!
Peço que orem por mim, porque eu já estou muito nervosa.
Não pude comparecer na última formação para oficializar isso com todos lá, por motivo de força maior, não pude mesmo...
Mais através de este texto emocionado, carinhoso e com muito respeito e consideração venho comunicar OFICIALMENTE o meu casamento.

Sei que alguns certamente já devem saber, foi um momento não programado, por isso será dessa forma bem intima e familiar.

Certa da compreensão de todos e do intenso carinho, obrigada!

Grata a todos desde já pelas orações!
Estarei de volta na nossa próxima formação se Deus assim quiser e prometo que irei partilhar com vocês minha alegria!

Elayne Cristina

Fazer o bem: o mais belo programa de vida

Toda hora é favorável para fazermos o bem. Hoje, a Palvra de Deus nos dá um salutar conselho: “Sede bons uns para com os outros, sede compassivos; perdoai-vos mutuamente como Deus vos perdoou por meio de Cristo. Sede imitadores de Deus, como filhos que Ele ama” (Ef 4,32-5,1).
Jesus passou a sua vida terrena fazendo o bem sem olhar a quem; este era o seu programa de vida, e como seus imitadores, façamos o mesmo.
Jesus, ensina-nos a fazermos o bem sempre e incondicionalmente.
Jesus, eu confio em vós!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Cores Liturgicas

Cores Litúrgicas: o que são? Você já percebeu que as cores litúrgicas variam, ou seja, as cores que o padre veste nas Missas, nos Batizados ou nas Confissões mudam? E que, em algumas igrejas, as cores das cortinas dos sacrários também mudam de cor? Por que isto acontece? É para ficar mais colorido ou mais bonito? ou é porque o padre gosta mais de verde do que de vermelho, por exemplo?
Casulas - usadas em Missas onde se celebra alguma Solenidade ou Festa Litúrgica ou quando se quer solenizar alguma Missa em especial.
Estolas  - colocadas sobre as túnicas. São usadas nas Missas diárias, nas Missas onde não existe a celebração de qualquer Solenidade específica, mesmo que seja um Domingo.
Na verdade, as diferentes cores das vestes litúrgicas têm o objetivo de manifestar exteriormente os mistérios que estão sendo celebrado pela Igreja naquele determinado dia. Além do mais, visa alertar o povo de Deus para a consciência de que a vida cristã não é algo imóvel e que ela progride com o desenrolar do ano litúrgico.



No início da Igreja havia uma certa preferência pelo branco. Estas cores foram fixadas em Roma no século XII.



BRANCO

ou

DOURADO

Usado na Páscoa, no Natal, nas Festas do Senhor, nas Festas de Nossa Senhora e dos Santos, exceto dos mártires. Simboliza alegria, ressurreição, vitória, pureza e alegria

VERMELHO
Lembra o fogo do Espírito Santo. Por isso é a cor de Pentecostes. Lembra também o sangue. É a cor dos mártires e da sexta-feira da Paixão.

 
VERDE

É usado nos domingos do Tempo Comum e nos dias da semana do Tempo Comum (o Tempo Comum é constituído por todos os dias do ano que não estão incluídos no Advento (antes do Natal) ou na Quaresma (antes da Páscoa). O verde simboliza o crescimento e a esperança.


ROXO

 
Usado no Advento e na Quaresma. É símbolo da penitência e da serenidade. Também pode ser usado nas missas dos defuntos e na confissão.

 
PRETO

Era sinal de tristeza e luto. Foi abolida da liturgia (esta cor era usada antes do Concílio Vaticano II, no início da década de 60) e substituída pelo roxo

ROSA

O rosa pode ser usado no 3º domingo do Advento (Domingo Gaudete ou Domingo da Alegria) e 4º domingo da Quaresma (Domingo Laetare ou Domingo da Alegria). O ROSA é uma cor intermediária entre o ROXO do Advento ou da Quaresma e o BRANCO do Natal ou da Páscoa, para simboizar as alegrias que já se aproximam.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Quem não sabe perder, perde sempre


Quem não sabe perder, perde sempre
Nem sempre as coisas são como queremos e idealizamos, e é bom que isso seja assim, pois nem sempre o que queremos é o melhor para nós. Toda existência humana é marcada pela “condição de contradição”, ou seja, pela fraqueza, pecado e, conseqüentemente, pela queda. Perder faz parte da vida e aceitar a própria condição limitada é sinal de sabedoria. É horrível conviver com alguém que crê ser absoluto e acredita que todos têm o dever de satisfazer suas vontades.
Há muitos pais que estragam seus filhos, porque não lhes ensinam que o “não” também faz crescer, e que a queda pode também ensinar. Há filhos que não aprendem, em casa, que na vida nós também perdemos. Precisamos aprender a lidar com nossos fracassos. Muitos não suportam os fracassos próprios da vida, porque foram educados somente para ganhar. Para superarmos as quedas impostas pela vida precisamos ter a humildade de saber perder.
As pessoas não são obrigadas a ser e a fazer o que queremos; elas não são obrigadas a corresponder às nossas expectativas. A maturidade se expressa quando o coração consegue deixar livre um outro coração que não quis pertencer a ele nem corresponder a seus desejos.
O fato de sermos contrariados é uma experiência que nos faz mais fortes, pois, compreendemos que nossa maneira de pensar não é a única nem a melhor, e que não estamos sempre certos. Precisamos saber perder e sair de cena quando erramos, quando não estamos com a razão.
Perfeição cristã não significa ausência de erro, mas capacidade de perdoar e recomeçar sempre. Não temos a obrigação de acertar sempre, mas temos sim o dever de aprender com nossos erros. Quem não sabe perder perde sempre, pois acaba sendo humilhado pelo fato de não aceitar a própria fraqueza; querendo, assim, ser o que não é e fazer o que ainda não é capaz. Quem não sabe perder busca sempre levar vantagem sobre tudo e todos, tornando-se alguém insuportável e arrogante.

A humildade é escola da virtude, e grandeza é aceitar com ternura aquilo que se é.

A vida não diz sempre "sim", e a alma se torna grande quando é capaz de sorrir também diante do “não”. Aceitar que nem todos nos amam, que não somos bons nem os melhores em tudo, são expressões de um coração que compreendeu verdadeiramente o que significa “viver bem”. A derrota é sempre uma possibilidade de recomeço e crescimento para quem sabe bem aproveitá-la. Que esta não seja para nós motivo de paralisia, mas um trampolim a nos lançar nos braços da vitória.

Deus o abençoe!

sábado, 9 de outubro de 2010

Dia 15/10 = Dia de Nossa Senhora Aparecida


A padroeira do BRASIL

12/10/2010 = Dia das Crianças


Feliz aquele que ainda é CRIANÇA!!!
FELIZ DIA DAS CRIANÇAS A TODOS

08/10/2010 = Palestra [ NASCITURO ]

Um nascituro é um feto. No Direito é grande a controvérsia se tal feto, apesar de já ter vida, pode ser considerado um ser humano (pois ter "vida" não é sinônimo de ter "vida humana") e sobre quais direitos tal feto possui, se é que possui.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

A fé e o voto são atitudes pessoais


Neste dia o Brasil todo se movimenta, principalmente porque aqui o voto é obrigatório, para eleger os nossos novos representantes, no Estado e no País. O voto deve tornar a Nação mais conforme com a vontade do Senhor, mais justa e fraterna. Por isso ele [voto] deve ser mais ético. Mas o que entendemos com isso? Ele deve expressar, de forma esclarecida e consciente, a nossa cidadania, superando os desencantos com a política, elegendo pessoas comprometidas com o respeito à vida, à família e à dignidade humana.
Podemos colaborar na construção de um país melhor, mais coerente na administração de sua riqueza e de seus bens. Por isso é importante ir às urnas e votar com liberdade, como expressão de fé e cidadania, sabendo do resultado de tudo isso.
A escolha de bons candidatos é como a escolha do bem ou do mal. Isso significa que o voto tem uma dimensão de fé e de presença de Deus. O que está em jogo é a preocupação com o ser humano. Assim, não podemos dar crédito a pessoas hostis à dignidade das pessoas.
A hora é de colocar a confiança no Senhor e agir com a força da fé. Muitos eleitos têm sido pessoas inúteis e até perniciosas para o Brasil. Agem com atitudes farisaicas, com aparência de ovelhas, mas com prática de lobos ferozes. Quem não tem o coração disponível para Deus e para os princípios de Sua Palavra, não é apto para representar autenticamente a população. Os objetivos dessas pessoas, com facilidade, se tornam reducionistas, servindo a si mesmas e aos grupos de interesse delas.
A fé e o voto são atitudes pessoais, com postura de liberdade. Aí se fundamentam os parâmetros da vida cristã e cidadã. É preciso votar, então, com fé, sabendo que este é o caminho da autoridade credenciada e confirmada por Deus.
Não podemos abandonar nossas raízes cristãs nas horas decisivas da vida. O Altíssimo está sempre presente se estamos também com Ele. É a fé que nos dá lucidez, olhos abertos, confiança e comprometimento com as necessidades do nosso povo.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Votar bem: Orientação dos bispos aos fiéis católicos


Os Bispos Católicos do Regional Sul 1, da CNBB (Estado de São Paulo), no cumprimento de sua missão pastoral, oferecem as seguintes orientações aos seus fiéis para a participação consciente e responsável no processo político-eleitoral deste ano:
1. O poder político emana do povo. Votar é um exercício importante de cidadania; por isso, não deixe de participar das eleições e de exercer bem este poder. Lembre-se de que seu voto contribui para definir a vida política do País e do nosso Estado.
2. O exercício do poder é um serviço ao povo. Verifique se os candidatos estão comprometidos com as grandes questões que requerem ações decididas dos governantes e legisladores: a superação da pobreza, a promoção de uma economia voltada para a criação de postos de trabalho e melhor distribuição da renda, educação de qualidade para todos, saúde, moradia, saneamento básico, respeito à vida e defesa do meio ambiente.
3. Governar é promover o bem comum. Veja se os candidatos e seus partidos estão comprometidos com a justiça e a solidariedade social, a segurança pública, a superação da violência, a justiça no campo, a dignidade da pessoa, os direitos humanos, a cultura da paz e o respeito pleno pela vida humana desde a concepção até à morte natural. São valores fundamentais irrenunciáveis para o convívio social. Isso também supõe o reconhecimento à legítima posse de bens e à dimensão social da propriedade.
4. O bom governante governa para todos. Observe se os candidatos representam apenas o interesse de um grupo específico ou se pretendem promover políticas que beneficiem a sociedade como um todo, levando em conta, especialmente, as camadas sociais mais frágeis e necessitadas da atenção do Poder público.
5. O homem público deve ter idoneidade moral. Dê seu voto apenas a candidatos com “ficha limpa”, dignos de confiança, capazes de governar com prudência e equidade e de fazer leis boas e justas para o convívio social.
6. Voto não é mercadoria. Fique atento à prática da corrupção eleitoral, ao abuso do poder econômico, à compra de votos e ao uso indevido da máquina administrativa na campanha eleitoral. Fatos como esses devem ser denunciados imediatamente, com testemunhas, às autoridades competentes. Questione também se os candidatos estão dispostos a administrar ou legislar de forma transparente, aceitando mecanismos de controle por parte da sociedade. Candidatos com um histórico de corrupção ou má gestão dos recursos públicos não devem receber nosso apoio nas eleições.
7. Voto consciente não é troca de favores, mas uma escolha livre. Procure conhecer os candidatos, sua história pessoal, suas ideias e as propostas defendidas por eles e os partidos aos quais estão filiados. Vote em candidatos que representem e defendam, depois de eleitos, as convicções que você também defende.
8. A religião pertence à identidade de um povo. Vote em candidatos que respeitem a liberdade de consciência, as convicções religiosas dos cidadãos, seus símbolos religiosos e a livre manifestação de sua fé.
9. A família é um patrimônio da humanidade e um bem insubstituível para a pessoa. Ajude a promover, com seu voto, a proteção da família contra todas as ameaças à sua missão e identidade natural. A sociedade que descuida da família destrói as próprias bases.
10. Votar é importante, mas ainda não é tudo. Acompanhe, depois das eleições, as ações e decisões políticas e administrativas dos governantes e parlamentares, para cobrar deles a coerência para com as promessas de campanha e apoiar as decisões acertadas.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Terços da Virgem das Dores



O TERÇO DAS SETE DORES DA VIRGEM MARIA.



Início:


D- Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
R- Amém!
D- Nós vos louvamos, Senhor, e vos bendizemos!
R- Porque associastes a Virgem Maria à obra da salvação.
D- Nós contemplamos vossas Dores, ó mãe de Deus!
R- E vos seguimos no caminho da fé!


Oração Inicial:
Virgem Dolorosíssima, seríamos ingratos se não nos esforçássemos em promover a memória e o culto de vossas Dores particulares graças para uma sincera penitência, oportunos auxílios e socorros em todas as necessidades e perigos. Alcançai-nos Senhora, de Vosso Divino Filho, pelos mérito de Vossas Dores e lágrimas, a graça...(pedir a graça)


1ª Dor - Profecia de Simeão
Simeão os abençoou e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser ocasião de queda e elevação de muitos em Israel e sinal de contradição. Quanto a ti, uma espada te transpassará a alma (Lc 2,34-35).


1 Pai Nosso; 7 Ave Marias
2ª Dor - Fuga para o Egito
O anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse: Levanta, toma o menino e a mãe, foge para o Egito e fica lá até que te avise. Pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo. Levantando-se, José tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito (Mt 2,13-14).


1 Pai Nosso; 7 Ave Marias


3ª Dor - Maria procura Jesus em Jerusalém
Acabados os dias da festa da Páscoa, quando voltaram, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que os pais o percebessem. Pensando que estivesse na caravana, andaram o caminho de um dia e o procuraram entre parentes e conhecidos. E, não o achando, voltaram a Jerusalém à procura dele (Lc 2,43b-45).


1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

4ª Dor - Jesus encontra a Sua Mãe no caminho do Calvário

Ao conduzir Jesus, lançaram mão de um certo Simão de Cirene, que vinha do campo, e o encarregaram de levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o grande multidão de povo e de mulheres que batiam no peito e o lamentavam (Lc 23,26-27).


1 Pai Nosso; 7 Ave Marias


5ª Dor - Maria ao pé da Cruz de Jesus
Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Vendo a Mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse Jesus para a mãe: Mulher, eis aí o teu filho! Depois disse para o discípulo: Eis aí a tua Mãe! (Jo 19,15-27a).


1 Pai Nosso; 7 Ave Marias


6ª Dor - Maria recebe Jesus descido da Cruz
Chegada a tarde, porque era o dia da Preparação, isto é, a véspera de sábado, veio José de Arimatéia, entrou decidido na casa de Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Pilatos, então, deu o cadáver a José, que retirou o corpo da cruz (Mc 15,42).


1 Pai Nosso; 7 Ave Marias


7ª Dor - Maria deposita Jesus no Sepulcro
Os discípulos tiraram o corpo de Jesus e envolveram em faixas de linho com aromas, conforme é o costume de sepultar dos judeus. Havia perto do local, onde fora crucificado, um jardim, e no jardim um sepulcro novo onde ninguém ainda fora depositado. Foi ali que puseram Jesus (Jo 19,40-42a).


1 Pai Nosso; 7 Ave Marias


Terço das Sete Dores Atuais
da Virgem Maria


A Origem do Terço:
Este terço é uma revelação particular de Nossa Senhora a uma alma vítima. Foi recebido por locução interior (a pessoa agraciada somente ouve a voz de Nossa Senhora em seu íntimo, não a vê, como acontece nas Aparições. Essa milagrosa e misteriosa ação dos Céus junto aos escolhidos de hoje, é idêntica, do ponto de vista teológico, a forma que DEUS PAI se comunicava aos profetas do Antigo Testamento) durante a oração do santo Terço. Nossa Senhora fez questão de mostrar a eficácia desta oração, conforme confirma e relata a alma que recebeu o Terço das Dores Atuais:
"Pedi a Nossa Senhora que me mostrasse que esse Terço era Obra Dela, para poder dar testemunho da eficácia Dele. Rezei-o e pedi a Nossa Senhora que fizesse a pessoa para quem eu rezara o terço, e eu não sabia para quem(1), batesse na minha porta no dia seguinte, pois ai eu saberia quem fora o agraciado. Pois bem, no dia seguinte às 5 horas da manhã, batem a minha porta. Era um conhecido meu, pessoa que quero muito bem, mas que vivia alcoolizado pelas ruas. Ela bateu em minha porta pedindo ajuda, pois estava tão mal que parecia que ia morrer! Acolhi-o, já consciente de que fora para ele a Oração do Terço das Dores Atuais, pois Nossa Senhora queria atraí-lo para seu Infinito Amor! Santa Mãe de Misericórdia!
Esse amigo, com o tempo parou totalmente de beber e mais recentemente, também de fumar. Agora lúcido, vai poder ver de onde vieram essas graças e conosco agradecer a DEUS por esta Mãe tão maravilhosa!"


(1). No início da Oração do Terço da Dores Atuais, a alma agraciada e orante ofereceu a Nossa Senhora na intenção da pessoa que Nossa senhora escolhesse para receber as graças do abençoado e poderoso Terço.


"Reze e propague este Terço das Dores Atuais!"


Sinal da Cruz - Creio...
Oração a Jesus Crucificado:
Eis-nos aos Vossos pés, oh! dulcíssimo Jesus Crucificado, para Vos apresentar as Dores daquela que, com tanto amor, Vos acompanhou no caminho doloroso do Calvário. Fazei, oh! bom Jesus, que nós saibamos aproveitar a lição que essas dores nos dão, para que realizando a Vossa Santíssima Vontade na Terra, possamos um dia no Céu Vos louvar por toda a eternidade. Amém.


Primeira Dor: "Quando recebo, por meio de Jesus Crucificado, um filho sob meus cuidados, e ele não me recebe..."
Vede, oh! Jesus, que são as dores d'Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.


Pai-Nosso, sete Ave-Marias, Glória ...


Segunda Dor: "Quando preencho a vida deste filho com sinais para ser notada e invocada como protetora e ele não me vê..."


Vede, oh! Jesus, que são as dores d'Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.

Pai-Nosso, sete Ave-Marias, Glória ...



Terceira Dor: "Quando, apesar disso, derramo algumas graças sobre este filho e ele considera que as recebeu por merecimento e esforço próprio..."


Vede, oh! Jesus, que são as dores d'Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.


Pai-Nosso, sete Ave-Marias, Glória ...


Quarta Dor: "Quando me vejo com grandes bênçãos e graças para doar a este filho mas não posso dá-las porque um coração orgulhoso está distante do amor e da misericórdia de Deus..."


Vede, oh! Jesus, que são as dores d'Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.


Pai-Nosso, sete Ave-Marias, Glória ...


Quinta Dor: "Quando este filho começa a ser dominado por Satanás e nenhum de meus outros filhos, principalmente os meus sacerdotes, se interessam em interceder por ele..."


Vede, oh! Jesus, que são as dores d'Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.


Pai-Nosso, sete Ave-Marias, Glória ...


Sexta Dor: "Quando Satanás dominou totalmente a vida de meu filho e nenhum de meus outros filhos reza por ele..."


Vede, oh! Jesus, que são as dores d'Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.


Pai-Nosso, sete Ave-Marias, Glória ...


Sétima Dor: "Quando meu filho perde a vida e deixa de ser meu filho..."
Vede, oh! Jesus, que são as dores d'Aquela que mais Vos amou na Terra e que mais Vos ama no Céu.


Pai-Nosso, sete Ave-Marias, Glória ...

Oração Final:

Virgem Santíssima e Mãe das Dores, nós vos pedimos que junteis os vossos rogos aos nossos, a fim de que Jesus, o vosso divino Filho, a quem nos dirigimos, pelos méritos das vossas dores de Mãe, ouça as nossas preces e nos conceda, com as graças que desejamos, a salvação eterna.


Oh! Virgem dolorosa, que as vossas dores derrubem o império infernal.


Salve Rainha...

15/09 - Nossa Senhora das Dores


As Promessas aos devotos de Nossa Senhora das Dores



anta Brígida diz-nos, nas suas revelações aprovadas pela Igreja Católica, que Nossa Senhora lhe prometeu conceder sete graças a quem rezar cada dia, sete Ave-Marias em honra de suas principais "Sete dores" e Lágrimas, meditando sobre as mesmas.


Eis as promessas:


1ª - Porei a paz em suas famílias.


2ª - Serão iluminados sobre os Divinos Mistérios.


3ª - Consolá-los-ei em suas penas e acompanhá-los-ei nos seus trabalhos.


4ª - Conceder-lhes-ei tudo o que me pedirem, contanto que não se oponha à vontade de meu adorável Divino Filho e à santificação de suas almas.


5ª - Defendê-los-ei nos combates espirituais contra o inimigo infernal e protegê-los-ei em todos os instantes da vida.


6ª - Assistir-lhes-ei visivelmente no momento da morte e verão o rosto de Sua Mãe Santíssima.


7ª - Obtive de Meu Filho que, os que propagarem esta devoção (às minhas Lágrimas e Dores) sejam transladados desta vida terrena à felicidade eterna, diretamente, pois ser-lhe-ão apagados todos os seus pecados e o Meu filho e Eu seremos a sua eterna consolação e alegria.


Santo Afonso Ligório nos diz que Nosso Senhor Jesus Cristo prometeu, aos devotos de Nossa Senhora das Dores as seguintes graças:


Eis as Graças:


1ª – Que aquele devoto que invocar a divina Mãe pelos merecimentos de suas dores merecerá fazer antes de sua morte, verdadeira penitência de todos os seus pecados.
2ª - Nosso Senhor Jesus Cristo imprimirá nos seus corações a memória de Sua Paixão dando-lhes depois um competente prêmio no Céu.
3ª - Jesus Cristo guardá-los-á em todas as tribulações em que se acharem, especialmente na hora da morte.
4ª - Por fim os deixará nas mãos de sua Mãe para que deles disponha a seu agrado, e lhes obtenha todos e quaisquer favores.

Exaltação da Santa Cruz


Se não houvesse a cruz, a morte não teria sido vencida e não teria sido derrotado o inferno

Celebramos a festa da cruz; por ela as trevas são repelidas e volta a luz. Celebramos a festa da cruz e junto com o Crucificado somos levados para o alto a fim de que, abandonando a terra com o pecado, obtenhamos os céus. A posse da cruz é tão grande e de tão imenso valor que seu possuidor possui um tesouro. Chamo, com razão, tesouro aquilo que há de mais belo entre todos os bens pelo conteúdo e pela fama. Nele, por ele e para ele reside toda a nossa salvação, e é restituída ao seu estado original.

Se não houvesse a cruz, Cristo não seria crucificado. Se não houvesse a cruz, a vida não seria pregada ao lenho com cravos. Se a vida não tivesse sido cravada, não brotariam do lado as fontes da imortalidade, o sangue e a água, que lavam o mundo. Não teria sido rasgado o documento do pecado, não teríamos sido declarados livres, não teríamos provado da árvore da vida, não se teria aberto o paraíso. Se não houvesse a cruz, a morte não teria sido vencida e não teria sido derrotado o inferno. É, portanto, grande e preciosa a cruz. Grande, sim, porque por ela grandes bens se tornaram realidade; e tanto maiores quanto – pelos milagres e sofrimentos de Cristo – tanto mais excelentes quinhões serão distribuídos. Preciosa também porque a cruz é paixão e vitória de Deus: paixão, pela morte voluntária nesta mesma paixão e vitória porque o diabo é ferido e com ele a morte é vencida. Assim, arrebentadas as prisões dos infernos, a cruz também se tornou a comum salvação de todo o mundo. É chamada ainda de glória de Cristo, e dita a exaltação de Cristo. Vemo-la como cálice desejável e o termo dos sofrimentos que Cristo suportou por nós. Que a cruz seja a glória de Cristo, escuta-O a dizer: Agora, o Filho do homem é glorificado e nele Deus é glorificado e logo o glorificará (Jo 13,31-32). E de novo: Glorifica-me tu, Pai, com a glória que tinha junto de ti antes que o mundo existisse (Jo 17,5). E repete: Pai, glorifica teu nome. Desceu então do céu uma voz: Glorifiquei-o e tornarei a glorificar (Jo 12,28), indicando aquela glória que então alcançou na cruz.

Que ainda a cruz seja a exaltação de Cristo, escuta o que Ele próprio diz: Quando eu for exaltado, atrairei então todos a mim (cf. Jo 12,32). Bem vês que a cruz é a glória e a exaltação de Cristo.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

31/08/2010 - Dia do Catequista



Ide e pregai o Evangelho a toda criatura


A Igreja Católica celebra no dia 29 de agosto deste ano o dia nacional do catequista. Na ação pastoral da vida eclesial é tão importante a missão do catequista, verdadeiros evangelizadores, que Jesus, antes de começar sua pregação, escolheu seus doze discípulos, que deveriam se espalhar pelo mundo inteiro, anunciando a boa nova, isto é, evangelizando as pessoas. O número 12, na Sagrada Escritura, tem um sentido de totalidade, plenitude e, realmente, esses doze discípulos se multiplicaram em progressão geométrica e, entre eles, nós temos os catequistas, homens e mulheres dispostos a levar às crianças, aos adolescentes, aos jovens e aos adultos a mensagem de Cristo, promovendo a catequese renovada, à luz do Concílio Vaticano II.
Os catequistas e as catequistas lembram o próprio Senhor Jesus, pois, além de apresentarem o projeto do Pai a outras pessoas, pretendem formar novos discípulos missionários.
Nosso Senhor Jesus Cristo nos ajuda em seus métodos de evangelização, catequese e apostolado: Ele começa pela vida, em seus aspectos comuns, de forma a levar o povo à revelação do seu Evangelho.
Quando Ele disse a seus discípulos: “Ide e pregai o Evangelho a toda criatura”, estava iniciando com eles um trabalho de catequese, que foi multiplicado até os dias de hoje.
O mundo está tão conturbado com guerras, violência, ganância, egoísmo que pouca gente quer escutar a Palavra de Deus. É por isto que é muito louvável o trabalho do catequista nos nossos dias porque ele precisa abrir os olhos e os ouvidos das pessoas para a realidade sempre atual, em todos os tempos, da Palavra de Deus. Que Deus, com largueza e profusão, abençoe nossos catequistas, homens e mulheres que, espontaneamente, se dedicam a transmitir ensinamentos cristãos. Que eles continuem no seu propósito de evangelizar e que consigam formar novos operários para a messe do Senhor, na escola da nova evangelização de discípulos-missionários.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

23/08 = Acabou a semana !!! :(



Meu agradecimento...

Primeiramente e obviamente a DEUS, intensamente. Por toda a força que Ele me deu nessa semana que pra mim em particular foi muito dificil, mediante as dificuldades diante da minha saúde.
Ele é muitoooo generoso por no final de tudo me possibilitar estar com todos num dia tão especial...

Hoje, segunda-feira, to quase sem voz, mais valeu a pena cada segundo de esforço em tudo que fiz...
Queria agradecer a todos que formam a coordenação junto a mim, ao que não diferencio.
São eles:
Pe. Severino, por tudoooooooooooooooooo!!!
Tia Rose (pela preocupação, organização na minha ausência, pelo intenso amor. Também lhe amo, viu?)
Ivan (Pelas tantas coisas que o fez só, sem mim e de forma tão perfeita!)
Danilo (Pela disponibilidade, ajuda, compromisso, palavras, propostas de risos e muito mais... vc ta no meu coração viu? )
Max (A pessoa que eu acompanho a tanto tempo, desde a catequese lembra? Eu não esqueci... obrigada por toda a sua ajuda nessa semana. Vc sempre terá as portas abertas pra voltar! Te cuida!!!)
Jefferson (Por todo o carinho que tens pelo que faz, pela amizade que aplica diante de muitos..)

Agora quero agradecer emocionada por todos os demais membros, os coroinhas, cada um com seu brilho único, obrigada a cada um pelo esforço de todos os dias estarem aqui, prestigiando a nossa semana, vcs são o exemplo do nosso grupo. Amo vcs!
Aos pais de TODOS os membros, sem exeção!!! Por tudo gente, não há palavras pra explicar o que cada um faz, com tanta consideração por mim, paciência, ajuda... vcs não tem noção do que significam pra mim não!!! É especial de mais, tão quanto os filhos, netos de vcs!!!

Aos auxiliares!!! Uma experiência nova que Deus me colocou, trabalhar com jovens, que pensam como eu já pensei! Um imenso desafio! Agradeço a colaboração de todos, dentro das suas possibilidades. Saibam que aprecio por cada um, um carinho especial e intenso!!!
Amo todos vcs!!!

Beijão de quem os ama demais!!!

Elayne Silva

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

São Tarcísio - Rogai por nós





15 de Agosto

História de São Tarcísio

- 15 de Agosto -

Dia de São Tarcísio, Padroeiro dos Acólitos

Tarcísio era coroinha na Igreja de Roma, no ano 258 aproximadamente. Ele acompanhava o Papa Sisto II na Missa (esse Papa morreria no mesmo ano, por ser cristão). Nessa época, a Missa era celebrada embaixo da terra, nas catacumbas, devido às perseguições do imperador romano, Valeriano.
Quando os cristãos eram presos, quase sempre eram mortos, e era costume levar a Eucaristia (às escondidas) para que eles não desanimassem e nem perdessem a fé.
Um dia, às vésperas de um martírio de cristãos, era preciso levar a Eucaristia a eles. O problema era a falta de pessoas que o fizessem. Foi quando Tarcísio se ofereceu para tal serviço. O Papa Sisto II e os demais cristãos que estavam nas catacumbas não concordaram com a idéia, pois Tarcísio poderia ser morto. Tarcísio, porém, argumentou que, por ser uma criança, ninguém desconfiaria dele. Afirmou, ainda, que preferia morrer a entregar a Eucaristia aos pagãos (pessoas que não acreditam em Deus) romanos.

Após ter dito isso, seu nome foi aceito.

- Vai, Tarcísio - exclamou o Papa. - Aqui estão as hóstias consagradas. Aqui está Jesus, que irás levar aos nossos irmãos prisioneiros. Que Ele te acompanhe. Vai, meu filho!
O pequeno coroinha subiu as escadinhas sombrias do subterrâneo e ganhou a rua. Parece que ninguém reparou naquele menino que caminhava um tanto fora da rua, com as mãos sobre o peito, guardando o bem mais precioso: A Sagrada Eucaristia.

Passando por um caminho, chamado de VIA ÁPIA, alguns garotos chamaram Tarcísio.
- Venha brincar conosco. Falta um parceiro para começar o jogo.
- Agora não posso. Vou levando um recado urgente. Na volta, sim.
- Queremos agora... Mas o que vai levando aí? Mostre-nos logo.

Ele se recusou. Os garotos insistiram, ameaçaram, empurraram. Ele resistia porque, pagãos como eram, poderiam profanar as sagradas espécies.
A resistência fez recrudescer o assanhamento dos garotos. Começaram a dar-lhe pontapés e pedradas. O menino caiu no chão, ensangüentado. As mãos continuavam protegendo a Santa Eucaristia.

Foi quando apontou ali um soldado, guarda do quarteirão. Era Quadrato que, às escondidas, costumava freqüentar o culto dos cristãos.
Os moleques fugiram ao ver o soldado aproximar-se. Levantando do chão o pequeno mártir (pessoa que dá a vida por Jesus), exclamou surpreso e comovido:
- É o Tarcísio. Já vi esse menino nas catacumbas...
O pequeno mártir morreu nos braços do soldado, com as mãos apertando ainda a Santa Eucaristia contra o peito.
- É o Tarcísio: o pequeno coroinha que, desde cedo amou Jesus Cristo na Sagrada Eucaristia, e é, para nós hoje, um exemplo a ser seguido.
Viva São Tarcísio, patrono dos coroinhas!
Viva Jesus, que por amor a nós, morreu, ressuscitou e ficou presente na Sagrada Eucaristia!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Você é um escolhido!!!



Caímos no erro de pensar que Deus nunca vai nos chamar, pois Ele só o faz com as pessoas especiais. Mas isso não é verdade! Não podemos olhar somente para os chamados específicos: ser padre, ser freira. Hoje o Senhor tem convocado a muitos que não são padres nem freiras para ser evangelizadores e profetas.
Profeta não é aquele que adivinha o futuro, mas aquele por meio do qual Deus quer falar. O Todo-poderoso precisa de homens de carne e osso, que sejam a Sua boca, pois Ele quer falar por meio de nós: Ele quer profetizar. No Antigo Testamento encontramos a história de Amós:
"Eu não era profeta, nem filho de profeta; era vaqueiro, cultivava sicômoros; mas o Senhor me tomou de detrás do gado e o Senhor me disse: Vai! Profetiza a Israel, meu povo" (Am 7,14-15).
Você sabe o que é recata? Na colheita de batatas, muitas acabam sendo cortadas pela enxada e não servem mais para a comercialização. Com a permissão do dono, as pessoas recolhem o que sobra: é a recata. Eu morava na roça e minha mãe fazia recata na plantação de batata. Na nossa pobreza, muitas vezes, fomos socorridos por essas batatas. Comíamos batata cozida, batata frita, purê de batata, sopa de batata...
Deus me chamou assim como Amós. Não sou nada... Sou filho de pedreiro e de uma "recatadeira" de batatas... Mas Deus me chamou e fala por meu intermédio. Sou apenas um microfone em suas mãos. Deus precisa de alto-falantes pelos quais possa falar. Ele não nos chamou apenas para uma primeira conversão, mas para nos resgatar, para mudar nossa vida, nos tocar, nos purificar. Ele nos chamou para sermos alto-falantes e profetas d'Ele.

domingo, 8 de agosto de 2010

08/08/2010 = DIA DOS PAIS



Você pai, tem de provocar, tem de fazer coisas, tem de pedir a Deus a arte, a graça, de fazer com que os seus filhos sejam apaixonados por você. Você precisa! Não basta amar! É preciso que os seus filhos sintam que você os ama. Não basta "fazer coisas". É preciso que eles sintam que são amados.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Seu modo de ser vai influir na formação dos filhos


Seu modo de ser vai influir na formação dos filhos

Quando Deus escolheu José para ser pai adotivo de Jesus, Ele queria que o Menino tivesse uma referência de família aqui na terra. E uma referência excelente, é claro, tal o valor que o Pai Eterno dá à família e à figura do pai. José, da casa de Davi, não foi escolhido somente por isso. Ele tinha todas as qualidades para ser o pai de Jesus Cristo: homem temente a Deus, honesto, trabalhador, digno, carinhoso, extremamente religioso, colocando somente a sua confiança em Deus. Assumiu a situação mesmo antes de compreendê-la realmente, porque tinha por Maria muito amor, respeito e sentimento de proteção.
O pai é importante na família porque seu exemplo, seu carinho, seu modo de ser vai influir grandemente na formação do caráter dos filhos.
Sabemos que há pais descompromissados, que abandonam mãe e filhos, sem contribuir com o seu amor, com o seu bom exemplo, com a sua responsabilidade. Mas estamos falando não apenas do pai biológico, mas daquele pai amoroso, espelho do Pai do Céu, que gera, cria, educa, ama, ensina, está sempre presente na vida do filho.
Deus nos dá o Espírito Santo para que saibamos vencer os obstáculos que o mundo nos apresenta e que aparecem também quando não temos bons exemplos dentro do lar. Mas um pai afetuoso, enérgico, cuidadoso, honrado traz a presença do Espírito Santo na sua família porque ele é o amparo e a proteção de que a família necessita.
No mundo atual, cheio de consumismo, a mãe se vê na contingência de trabalhar fora para ajudar nas despesas da casa. Entretanto, a proteção, não a proteção financeira somente, mas a proteção moral, o apoio, a mão estendida do pai é imprescindível na vida de todo ser humano.
Hoje é difícil ser um verdadeiro pai. A sociedade tem valorizado muito pouco a família. Os pais, na ânsia de poder e riqueza, ou no afã de ganhar a vida para o sustento da família, se esquecem do sustento espiritual, do bom exemplo, do companheirismo, da austeridade, os quais, muitas vezes, se fazem necessários. Poucos são os pais que realmente dão uma educação viva e atuante no campo da fé aos seus filhos, dando o exemplo da participação dominical da Santa Missa e da vivência dos sacramentos. Os discursos emocionam, mas os exemplos dos pais carregam os filhos para o seio da vida comunitária, eclesial e religiosa da Igreja.
Que Deus abençoe os pais não apenas no dia que lhes é consagrado, mas em todos os dias de sua existência e os faça mudar a realidade, trazendo seus filhos para uma vida responsável e digna. Desta forma, os pais de amanhã serão mais presentes e o mundo será melhor. Que São José, pai nutrício de Jesus Cristo, abençoe a todos os nossos pais!

domingo, 1 de agosto de 2010

Dia 04/08 = Dia do Padre



DIA DO PADRE

 
O Padre entende o chamado para ser um servo de Deus, um sacerdote, um pai (padre) à semelhança de Cristo que amou e deu sua vida ao povo pobre, simples e marginalizado. Nunca hesita. Tudo aceita, confia e acredita em Deus e na sua Providência, e caminha seguro para missão que lhe é designada.
É o padre, que através do Evangelho, leva os homens a Deus, pela conversão da fé em Cristo. Por isso, são pessoas que nascem com esse dom e logo cedo ou no momento oportuno, ouvem o chamado de Deus para se consagrarem a servir à comunidade, nos assuntos que se referem a Ele.



Clique aqui para imprimir e pintar seu desenho do Dia do Padre!
http://www.smartkids.com.br/desenhos-para-colorir/hoje-e-dia-dia-do-padre.html

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Dia 26/07 = Santa Ana e São Joaquim


A Igreja celebra nesta segunda-feira, 26, a memória dos pais da Virgem Maria, São Joaquim e Santa Ana.
Na iconografia cristã, o casal é frequentemente retratado com Maria e segurando um livro das Escrituras, ensinando à sua filha as Sagradas Escrituras. É um dia em que recorda-se a importante e, até fundamental, missão exercida pelos avós no seio das famílias, através da tradição, cultura e ensinamentos que os mais idosos transmitem aos mais novos.

"Nas famílias os avós são muitas vezes testemunhas dos valores fundamentais da vida”, afirmou o Papa Bento XVI em sua mensagem por ocasião da festividade, no Ângelus do ano passado.
O Papa disse ainda que “o papel educativo dos avós é sempre muito importante” e torna-se ainda mais quanto, por várias razões, os pais não conseguem dedicar um tempo adequado para seus filhos. E confiou à "proteção de Santa Ana e São Joaquim todos os avós do mundo”.
Sant’Ana foi homenageada desde os primeiros tempos do cristianismo. Igrejas foram dedicadas em sua honra, e os Padres, especialmente das Igrejas Orientais, exaltavam a sua santidade de vida. Por sua vez, também São Joaquim tem devoção comprovada desde o Século VI, e é venerado em diversos países.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Na obediência vamos adquirindo a sabedoria


Muitas vezes, a resposta vem não de acordo com a nossa expectativa. Estávamos querendo comprar algo, não é? Afinal de contas, está em oferta, é uma ocasião única de fazer aquele negócio. E a resposta do Senhor, lá dentro de nós, é: "Não, não compre, você não precisa, não é hora de comprar". E passamos a ter a certeza de que o que Deus semeia lá dentro é o "Não, não compre", embora a nossa sensibilidade esteja afogueada em comprar, por se acreditar estar diante de uma boa chance. Mas na hora em que captamos a resposta de Deus: “não”, com toda a obediência e docilidade, nada fazemos.
Se não é comprar, não compro. Para isso eu preciso de oração, para ser dócil, para ser obediente. Porque, muitas vezes, Deus já semeou a resposta dentro de nós e fizemos justamente o contrário do que o Senhor disse.
Quantas vezes você estava numa situação difícil na sua casa, e a sua vontade era brigar, "jogar tudo na cara" do outro. Mas um pouquinho antes de você começar a falar, de "soltar os cachorros", a resposta de Deus Pai veio lá de dentro:"Não, não fale! Não diga, não xingue agora".Às vezes, ao contrário, Deus quer que falemos com o filho sobre tal coisa, que a esposa fale ao marido algo de que não gostou ou que ele não deve fazer. E o Senhor diz em nosso interior: "Vá e fale". E a gente escuta, mas, por medo, não tem coragem, não vai, não fala. Não fala para o filho, não fala para o marido, não fala para a mulher naquela hora. E depois estraga tudo. Por quê? Porque faltou obediência, faltou docilidade.
E é justamente na docilidade – quando Deus diz "Sim, é para fazer" –, e na obediência que vamos adquirindo a sabedoria. Porque hoje o Senhor fala, eu obedeço; amanhã Ele fala, eu obedeço; depois Ele fala novamente, eu obedeço. Deus fala, eu digo: "Sou vosso, Senhor"; Deus fala, eu faço do jeitinho d'Ele. E com isso vou adquirindo prática em captar a resposta do Todo-poderoso, em pôr aquilo em ação.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

20/07/2010



Ter um amigo é maravilhoso!
Ser amigo de alguém é ainda melhor.
É como acordar pela manhã e sentir o sol a brilhar...
Amigo é alguém com quem nos sentimos bem.
Um amigo de verdade é muito mais que isso. É alguém que pensa em você, quando não estás por perto. Alguém que bate com os dedos na madeira quando tens que fazer coisas difíceis. Nunca se está realmente só quando se tem um amigo.Um amigo ouve o que você diz. Tenta compreender o que não sabes dizer. Um amigo não está sempre de acordo contigo.
Amigo mesmo é aquele que te questiona e te obriga a pensar honestamente.
Um amigo gosta de você, mesmo que faças asneiras. Um amigo ensina-te a gostar de coisas novas. Amigo é alguém que tem sempre tempo para você. Alguém que pensa em você, ouve-te e ajuda-te a descobrir quem realmente você é. Alguém que te ajuda a descobrir coisas novas e interessantes. Alguém que está com você e não tem pressa em te acompanhar. Alguém em quem você pode acreditar. Amigo é uma palavra bonita. Na verdade é quase a melhor palavra. Não vivas tão apressado que nem vejas que há alguém que quer ser teu amigo. Quem é teu amigo?
Espero sinceramente que seja eu!

FELIZ DIA DO AMIGO

Objetos Liturgicos 4




TURÍBULO
Recipiente de metal usado para queimar o incenso.



CÁLICE
Taça onde se coloca o vinho que vai ser consagrado.



CORPORAL
Pano quadrangular de linho com uma cruz no centro; sobre ele é colocado o cálice, a patena e a âmbula para a consagração.




GALHETAS

Recipientes onde se coloca a água e o vinho para serem usados na Celebração Eucarística.



LECIONÁRIOS

Livros que contém as leituras da Missa. Lecionário ferial (leituras da semana); lecionário santoral (leitura dos santos), lecionário dominical (leituras do Domingo).



MISSAL

Livro que contém o ritual da missa, menos as leituras.



AMBÃO
Estante onde é proclamada a palavra de Deus.




OSTENSÓRIO ou CUSTÓDIA
Objeto utilizado para expor o Santíssimo, ou para levá-lo em procissão.



NAVETA
Objeto utilizado para se colocar o incenso, antes de queimá-lo no turíbulo.